domingo, 20 de setembro de 2009

[Álbum de Fotos] Leste Europeu

Vejam as fotos da nossa ma-ra-vi-lho-sa viagem pelo Leste Europeu - Praga, Salzburgo, Viena e Budapeste.

Praga, República Tcheca

Ábum de fotos de Praga, República Tcheca

Salzburgo, Áustria

Ábum de fotos de Salzburgo, Áustria

Viena, Áustria

Ábum de fotos de Viena, Áustria

Budapeste, Hungria

Ábum de fotos de Budapeste, Hungria

O Regresso - Leste Europeu

Praga, Salzburgo, Viena e Budapeste (05 a 18 de setembro de 2009)

A viagem foi ma-ra-vi-lho-sa! Não deu nada errado e tudo saiu dentro do planejado.

O que dizer desta viagem? Foram quatro cidades visitadas em três países diferentes ao longo de 14 dias. E o que encontramos pelo caminho? Muitas coisas...
  • 3 línguas: tcheco, alemão e húngaro;
  • Cerveja, e das boas;
  • Música, muita música;
  • Arte por todos os lados;
  • História;
  • Igrejas :-);
  • 2 dias (apenas) de chuva;
  • Fumantes (cigarro – o mal do século);
  • Chocolate;
  • Turistas;
  • Saudades.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Budapeste, Hungria – Dia 14 (Último dia)

Budapeste (14 a 18 de setembro de 2009)


Dia 14 (18/09 – sexta-feira)

Lugares visitados:


- Basílica de Santo Estevão (St. Stephen’s Basilica)

Hoje é o dia de voltar pra casa e já estamos de malas prontas. Como nosso vôo era só no final do dia, aproveitamos para visitar a Basílica de Santo Estevão, erguida entre 1851 e 1905, em formato de cruz grega. Seu domo central pode ser visto de qualquer lugar da cidade.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Budapeste, Hungria – Dia 13

Budapeste (14 a 18 de setembro de 2009)

Dia 13 (17/09 – quinta-feira)

Lugares visitados:


- Arredores de Budapeste de bonde
- Shopping de Budapeste
- Compras no mercado

Para a nossa surpresa, quando acordamos e olhamos a janela, estava chovendo. No dia que deixamos para ir na Termas!! Inacreditável. Não só chovia como também fazia um pouco de frio. Claro que não rolou banho de piscina.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Budapeste, Hungria – Dia 12

Budapeste (14 a 18 de setembro de 2009)
Dia 12 (16/09 – quarta-feira)
Lugares visitados:
- Parlamento (ParliamentOrszágház)
- Andrássy Boulevard (Andrássy ut.)
- Ópera (Hungarian State OperaMagyar Államo Operaház)
- Museu Franz Liszt (Ferenc Liszt Memorial MuseumLiszt Ferenc Emlékmúzeum)
- Praça dos Herois (Heroes Square)
- Castelo Vajdahunyad (Vajdahunyad Castle)
- Termas Széchenyi (Széchenyi Spa Baths)

Como o dia de ontem foi bem puxado, não tardamos a dormir e mais uma vez acordamos sem pressa, descansados. Nossa meta de hoje era visitar o Parlamento por dentro. Percorremos o mesmo caminho de ontem, pela Belgrád Rakpart, às margens do Danúbio. Mais uma vez o dia estava ensolarado e não pudemos deixar de sentar em um dos inúmeros bancos dispostos ao longo da via e simplesmente curtir o dia.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Budapeste, Hungria – Dia 11

Budapeste (14 a 18 de setembro de 2009)

Dia 11 (15/09 – terça-feira)

Lugares visitados:

- Ponte das Correntes (Chain Bridge - Széchenyi Lánchíd)
- Castelo de Buda (Buda Castle - Budai Vár)
- Museu Histórico de Budapeste (Budapest History Museum – Budapesti Történeti Múzeum)
- Halászbástya (Fishermen’s Bastion)
- Igreja Matias (Mathias Church - Mátyástemplom)

 

Tive uma noite de sono ótima, apesar de eu ter dormido bem tarde, pois fiquei na Internet pesquisando sobre a Hungria, esse país que eu esperava tanto conhecer.

O café da manhã foi muito bom. Para o nosso primeiro dia em Budapeste, planejei visitar o Parlamento e o bairro do Castelo em Buda.

Antes do começar o dia, uma breve descrição de Budapeste: foi fundada em 1873, após a unificação de três cidades, Buda e Óbuda, na margem oeste do Danúbio, e Peste, na margem leste. Buda é em grande parte coberta por florestas e colinas e está associada, atualmente, a altos padrões de vida. Peste é a porção oriental, em geral plana e onde se situa o centro econômico da cidade.

Do hotel ao Parlamento, fomos andando pelas margens do Rio Danúbio. O dia estava lindo e a caminhada foi super agradável, por causa da via arborizada que percorremos, da paisagem de Buda que desfrutamos e da bela arquitetura da cidade que descobrimos. Caminhamos desde a Ponte Erzsébet (a Ponte da Rainha Elizabeth, a Sissi) até o Parlamento. Ao longo do caminho encontramos o Pesti Vigadó, um centro cultural para concertos e exposições, a Széchenyi Lánchíd, a famosa Ponte das Correntes sobre o Danúbio, ligando as duas partes da cidade, Buda e Peste,  e o Magyar Tudományos Akadémia, a Academia de Ciências, que longe da sua função original, oferece variados eventos culturais.

 Pesti VigadóSzéchenyi Lánchíd Magyar Tudományos Akadémia

 

Depois de uma longa caminhada, chegamos enfim ao Parlamento (Országház), o maior edifício da Hungria com 691 aposentos. Para nossa decepção, havia uma fila, grande e demorada, para entrar no prédio, cujo acesso só pode ser feito através de visita guiada. Ficamos na fila por um tempo, mas desistimos.

Parlamento

 

De volta à Ponte das Correntes, atravessamos o Danúbio em direção ao Castelo de Buda. Mais uma vez, estou sobre o Danúbio, dessa vez na Hungria, um dos países por onde esse rio passa.

Eu sobre o Danúbio, na Hungria

 

Do outro lado do rio, em Buda, tivemos acesso ao Funicular do Castelo, uma espécie de carro, puxada por cabos para o transporte de passageiros ou carga em encostas. Esse Funicular liga a parte baixa de Buda ao bairro do Castelo. Compramos tickets de ida e volta e custou 1450 Ft (por pessoa). Foi um passeio bem rápido mas divertido :). Saímos doFunicular de Buda Funicular na praça central entre o Sándor Palace e o Castelo de Buda, de onde tivemos uma vista panorâmica de toda Budapeste. Espetacular! É impressionante o tamanho do Parlamento, que toma conta de toda a paisagem.

É chegada a hora da visitação ao Castelo de Buda (ou Palácio Real), o castelo histórico dos reis da Hungria. Os interiores do Castelo foram totalmente destruídos durante a Segunda Guerra Mundial e a sua reconstrução se deu a partir da década de 50. Entre as ruínas foram descobertos vestígios do palácio gótico do século 15, quando se iniciaram pesquisas arqueológicas para desenterrar os restos do castelo medieval.

No Palácio Real, está localizado o Museu Histórico de Budapeste, que narra a evolução da cidade desde sua origem romana. São inúmeros andares dedicados aos diversos períodos da história com todos os tipos de peças. Há também uma parte subterrânea, câmaras da Idade Média, descobertas e recriadas depois da destruição do Castelo durante a guerra. O ingresso custou 2600 Ft.

Depois de muitos corredores e história, seguimos rumo à Igreja de São Matias, mas antes paramos para um lanchinho. Comi uma torta de nozes deliciosa e um café expresso. O Leo comeu algum salgado e uma bebida. O lanche custou 2010 Ft. Nossos corpos já apresentam sinais de cansaço da viagem, por isso essas paradas são essenciais.

Visitamos a Igreja de São Matias e o que mais chama a atenção é o telhado de azulejos coloridos. É fantástico! A parte externa da Igreja estava em restauração, mas isso não nos impediu de deslumbrar a beleza da arquitetura neogótica. O interior, em estilo gótico, é incrivelmente belo, onde as colunas, paredes e tetos são todos pintados à mão, dando um efeito de papel de parede ou tapeçaria.

Depois dessa igreja, circulamos pelas ruas de Buda e tomamos sorvete.

Igreja de São Matias Igreja de São Matias

 

Descemos de volta à Peste e almoço-jantamos na beira do Rio Danúbio, num Étterem** bem simpático. Como a maioria dos estabelecimentos, este não aceitou cartão, apenas dinheiro, Forint (nem Euro aceitava).  Experimentei o Paprikás. O almoço-jantar custou 8000 Ft (incluindo cerveja e sobremesa, para nós dois).

** Há dois tipos comuns de restaurantes na Hungria: o étterem, que serve diversos pratos da cozinha local e internacional, e o csárda, espécie de taverna que oferece especialidades típicas do país.

Observando as árvores, é visível a marca do outono, que chega no dia 21/09. As folhas já perdem o verde e caem. Algumas árvores já estão quase sem folhas.

Cotação do dia:
€1 = 270 Ft

Ufa! De volta ao hotel.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

DE Viena, Áustria PARA Budapeste, Hungria - Dia 10

Budapeste (14 a 18 de setembro)
Dia 10 (14/09 – Segunda-feira)

Hoje o Leo foi o primeiro a levantar; abriu a janela e disse “está chovendo”. A princípio, pensei que fosse brincadeira (sabem como é o jeito dele de ser brincalhão), mas não era!

Chegando em Budapeste, Hungria

Queridos companheiros (virtuais) de viagem,

chegamos na Hungria! Estou emocionada!

domingo, 13 de setembro de 2009

Viena, Áustria – Dia 9

Viena (10 a 14 de setembro)

Dia 9 (13/09 – Domingo)

Lugares visitados:

- Stephansdom (St. Stphen’s Cathedral);
- Museu de História da Arte (Museum of Fine ArtsKunsthistoriches Museum);
- Parlamento (ParliamentParlament);
- Rathaus (Town Hall);
- Museu Esperanto (Esperanto MuseumKunstsprache Esperanto);
- Belvedere (Belvedere PalaceSchloss Belvedere);
- MuseumsQuartier Wien.

 

Hoje foi o nosso último dia em Viena; amanhã partiremos para Budapeste.

Começamos o dia com um passeio tranquilo: visitando uma (outra) igreja! :-) Stephansdom é a principal igreja da Áustria, com um magnífico telhado de azulejos vitrificados. Da construção original em estilo românico, restam apenas o Portão dos Gigantes e as Torres Pagãs. A nave, o coro e as capelas laterais foram construídos em estilo gótico, e a Sacristia Inferior, em estilo barroco.

Stephansdom (St. Stphen’s Cathedral)

 Stephansdom (St. Stphen’s Cathedral) Stephansdom (St. Stphen’s Cathedral) - Portão dos Gigantes e Torres Pagãs Stephansdom (St. Stphen’s Cathedral) - linda escultura em uma das torres

 

As belas pinturas no interior desta igreja me inspiraram para a próxima visita: o Museu de História da Arte. Como terminei recentemente um curso de história da arte, não poderia deixar de visitar esse Museu. Por fora, majestoso, por dentro, um luxo. Grande parte do acervo é formado pelas coleções reunidas pelos Habsburgos. Tive a oportunidade de ver de perto telas de Rafael, Rubens, Rembrandt, Vermeer e Velázquez. Fiquei deslumbrada, principalmente quando uma das telas eu já tinha visto em livros. Ver assim de perto é muito mais real e emocionante!

 Museu de História da Arte

 Museu de História da Arte - bem de perto Museu de História da Arte - vejam detalhes das esculturas!

Museu de História da Arte - que interior luxuoso Museu de História da Arte - detalhes do acabamento internoMuseu de História da Arte - uma das obras do acervo

 

Ah, antes de chegar no Museu de História da Arte, nos deparamos com uma feira enorme de produtos típicos, nos jardins do Hofburg. Grandes tendas vendendo todo tipo de coisa para comer. Uma ótima oportunidade de comer algo diferente da região. Claro que eu comi! :)

Uma paradinha para comer, a caminho do Museu de História da Arte

 

Nossa tarde começou com uma caminhada pelos arredores do bairro Innere Stadt (onde está localizado o Hofburg, Museus de História Natural e de História da Arte e o Museum Quartier), passando pelo Parlamento e descansando nos jardins de Rathaus. O Parlamento é um edifício em estilo clássico, construído à semelhança do Parthenon em Atenas. E o Rathaus, é um dos maiores edificios públicos da Áustria, com mais de 1500 cômodos. Claro que nós não passeamos pelos cômodos, preferimos descansar nos jardins ;-)

 Parlamento ParlamentoRathaus, visto do jardim

 

Para fechar o dia com chave de ouro, tomamos um bonde e passeamos por Viena, até chegarmos ao Belvedere. Uma forma legal e econômica de conhecer uma cidade é andar de bonde ou ônibus. O passeio foi super legal e vimos muita coisa, além do movimento rotineiro das pessoas pelas ruas.

Passeando de bonde, rumo ao Belvedere Passeando de bonde, rumo ao Belvedere

 

Ih, esqueci de comentar nossa visita ao Museu do Esperanto… na verdade não tem muito o que comentar… nem sei porque aceitei a proposta do Leo.  Não tem falando nada em nenhum guia... acho que ficamos uns 15 minutos, no máximo, lá dentro. Tá explicado porque esqueci de falar dele, né… :-)

Voltando ao Belvere: foi construído para ser a residência de verão do príncipe Eugênio de Savóia e está situado numa suave colina; é constituído de dois palácios ligados por um jardim em estilo francês.

Belvedere, jardim em estilo francês

O imenso jardim ocupa três planos interligados por duas elaboradas cascatas. Situado na parte mais alta da colina, o Belvedere Superior tem uma fachada mais elaborada que o Belvedere Inferior, com ornamentação de pedra, estátuas e balaustradas.

Belvedere Superior e cascatas Belvedere Superior

 

O Belvedere é lindoooooooo! Não dá vontade de sair de lá. Andamos e andamos; descansamos no jardim; andamos de novo. Foi o melhor passeio do dia!

Belvedere

 

Comemos pizza hoje, e foi melhor que a pizza de Salzburgo, mas a de Praga está ganhando. Confiram no ranking.

Adeus Viena! Espero retornar um dia.

 

Ingressos (preços por pessoa):

Museus de História da Arte: €9,00
Museu do Esperanto: €2,70

Notícias de Viena, Áustria (II)

Hoje a tarde, depois de percorrer o Belvedere e seus jardins, nos sentamos para descansar e curtir o último dia em Viena, aproveitando a beleza e o clima agradabílissimo do local.  Que belo jardim!

Eu me dei conta que foram muitos os jardins que passamos, que visitamos, que sentamos para relaxar, (que descansamos!). Como é agradável sentar em um dos diversos bancos e ficar olhando o tempo…

Por isso, essa é a dica do dia quando fizerem uma viagem: não passem pelos jardins ou olhem para eles apenas; sentem num banco (ou na grama se for permitido) e sintam o tempo passar. Olhem para o céu azul, para as nuvens deslizando, para as copas das árvores, para os pássaros voando. Curtam uma folha caindo de uma árvore em seus cabelos. Observem o vai e vém de pessoas.

 

Hummm, bateu aquela saudade da Anabela…

 

O tempo está nublado e nuvens estão chegando. Será que vai chover justamente no dia da viagem de barco?

sábado, 12 de setembro de 2009

Viena, Áustria – Dia 8

Viena (10 a 14 de setembro de 2009)

Dia 8 (12 – sábado)

Lugares visitados:

- Rio Danúbio (Danube RiverDonau)
- Palácio e Jardins de Schönbrunn;
- Ópera (Vienna State Opera Wiener Staatsoper).

Diferente da euforia de ontem, nosso dia de hoje foi bem mais tranquilo. Sabe como é né, o primeiro dia do lugar é sempre assim, queremos fazer tudo. Hoje, o território já é mais conhecido, conhecemos as manhas do transporte e já nos habituamos à língua (ahahahah essa foi boa, acho que nunca vou conseguir nem cantar o alfabeto em alemão).

Compramos frutas (que estavam lindas, por isso nos atraiu) para passar o dia, em uma feirinha ao lado do hotel. Quatro pêssegos custaram €1,85.

Rio Danúbio - DDSG Blue Danube A primeira coisa que fizemos hoje foi efetivar a compra dos tickets do barco (meio de transporte que usaremos para chegar em Budapeste), pois eu estava preocupada com aquela reserva feita pela Internet sem ter que pagar nada, e precisávamos saber também como chegaríamos até a estação do barco. Para nossa surpresa, estava tudo certo! E era fácil chegar (de metrô). Apesar da facilidade, quase nos perdemos eheheheh demoramos a entender por onde andar do metrô até a estação, por isso usamos o maior caminho.

Esse passeio, apesar de ter sido apenas para reFranz-von-Assisi-Kirche (Igreja)solver um problema de logística, foi oportuno para conhecermos o Rio Danúbio (eu ansiava por este momento). E olha que coisa linda encontramos às suas margens: uma igreja, bem diferente de todas por aqui, e que por incrível que pareça, não aparece em nenhum guia. Uma pena!

 

Rio Danúbio - saboreando um pêssego às margens do rio Saboreei meu pêssego às margens do Danúbio e pude sentir no meu peito a melodia da valsa Danúbio Azul, de Strauss. E lembrar do meu avô e nossa última dança em sua sala de estar. Nossa, emocionante!

 Rio Danúbio - Mel e Leo (e claro, amor!)

 

Emoções à parte, seguimos para o Palácio Schöbrunn. Esta magnífica edificação, em estilo barroco, foi residência de verão da família imperial. A rigorosa simetria é complementada por jardins planejados, com diversas fontes e estátuas interligadas por alamedas circundadas por árvores. É impressionante o tamanho desse lugar. Enquanto andava por todos os cômodos (são 40!) e pelos jardins fiquei imaginando como seria passar o verão aqui. (Um lugar desse merece uma foto maior.)

Schöbrunn - jardins

 

NSchöbrunn, visto da Glorietteo alto de uma colina, atrás do Palácio, visitamos a Gloriette, uma arcada neoclássica. A vista lá de cima era linda! Lá em cima, descansamos e apreciamos a vista sentados nos diversos bancos disponíveis. Depois almoçamos em um restaurante ao ar livre aqui mesmo no Schöbrunn e saboreamos pratos típicos (e a sobremesa também) da região. Nosso almoço custou €39,50.

  Prato do Leo Prato da MelSobremesa

 

À noite, pela primeira vez, assisti a uma ópera e nada como vivenciar essa experiência aqui em Viena, berço de alguns compositores de música erudita e palco para muitos, muitos outros. Ópera: Manon Lescaut, de Giacomo Puccini. Muito bom, vale a pena conferir!

Viena2009-180

Hoje vou para a cama super relaxada depois de uma noite dessa!

Empresa de barco:
DDSG Blue Danube
www.ddsg-blue-danube.at
Valor da passagem (por pessoa): €89

Ingressos (preços por pessoa):
Schöbrunn: €11,40
Ópera: €81

Notícias de Viena, Austria

Amigos,

estou sentada em um Café saboreando uma sobremesa típica da Austria. E claro, aproveitando a internet gratis do restaurante ;-).

Este é o segundo ótimo dia em Viena! Ainda bem que me livrei da má impressão da cidade, mas não deixa de ser uma cidade totalmente diferente das outras que passamos (Praga e Salzburgo). Já visitamos vários pontos interessantes, como museus, igrejas, palácios e jardins. A cidade respira música, arte e muita história.

Hoje iremos assistir uma Ópera e o Leo já está preocupado com o tempo de duração 8-). Infelizmente não é a que eu queria assistir (A Flauta Mágica, de Mozart) pois os ingressos estavam esgotados. Iremos assistir Manon Lescaut, de Puccini.

Amanhã é nosso último dia em Viena, pois na segunda-feira partimos para o destino final, Budapeste.

bjs austríacos direto do palácio de Schonbrunn.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Viena, Áustria – Dia 7

Viena (10 a 14 de setembro de 2009)
Dia 7 (11 – sexta-feira)
Hoje é aniversário da minha mãe! Parabéns mãezinha, eu te amo!
Lugares visitados:
- Complexo Hofburg (Imperial PalaceHofburg)
  • Igreja Augustina (Augustine ChurchAugustinerkirche);
  • Biblioteca Nacional Austríaca (National LibraryNationalbibliothek);
  • Aposentos Reais (Sisi MuseumKaiserappartements);
  • Escola Espanhola de Equitação (Spanish Riding SchoolSpanische Hofreitschule);
  • Burgkapelle;
  • Burggarten;
- Albertina;
- Prater (Vienna PraterWiener Prater).


quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Chegando em Viena, Austria


Amigos,
chegamos em Viena!
...
Desculpem as reticências, estava tentando encontrar uma forma de falar sobre minha chegada aqui mas não vai ter como melhorar: a minha primeira impressão da cidade foi horrível! A cidade é suja, barulhenta, movimentada, com pessoas de todos os tipos, as ruas com grande poluição visual, muitos letreiros iluminados, e claro, MUITOS FUMANTES! A cidade fede! Aff... meu nariz estava ficando bom... foi um grande choque sair de Salzburgo e entrar em Viena (trocando uma cidade de 125mil habitantes por uma capital). Sem falar na entrada do nosso hotel... um pouco atípica... detalhes somente no post oficial ahahahahahah mas devo confessar que o hotel está muito bem localizado e não é de todo ruim.
Bem, depois de arrumar as coisas no quarto saímos para mapear o território. Acho que agora de banho tomado e descansada, a rua me pareceu um pouco melhor, principalmente porque já alcançamos o Museum Quartier (onde se concentra parte dos museus) e já visualizei a arquitetura dos prédios com sua iluminação noturna. Acho que minha má impressão vai mudar a partir de amanhã, sinto isso enquanto releio o guia e olho o mapa. É o que espero!
Até lá, com boas notícias!
bjin

DE Salzburgo, Áustria PARA Viena, Áustria – Dia 6

Salzburgo (08 a 10 de setembro de 2009)
Dia 6 (10 – quinta-feira)

Hoje partiremos para Viena no trem das 15:08h, portanto temos pouco mais de meio dia para aproveitar a cidade. Então, temos muito a andar agora de manhã. Vamos lá!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Salzburgo, Áustria – Dia 5

Salzburgo (08 a 10 de setembro de 2009)


Dia 5
(09 – quarta-feira)

Todas as fotos clique aqui Todas as fotos de Salzburgo, Áustria


O dia começou com as badaladas do sino de uma igreja próxima ao hotel, às 6 horas da manhã (e daí por diante, de hora em hora). Apesar disso, acordamos bem e descansados e tomamos o café da manhã tranquilos. Hoje foi um daqueles dias “relax” das férias. Mel pedalando nas margens do rio SalzachSaímos e alugamos uma bicicleta e pedalamos por uma hora. Seguimos pelas margens do rio Salzach, indo contra a correnteza e nos afastando do centro da cidade. Casas lindíssimas em bairros nostálgicos. Acho que o lazer  principal por aqui é andar de bicicleta. Muitos “cabelos brancos” pedalando e em alta velocidade. Os idosos devem ter uma ótima saúde por causa dessa atividade física. Muitas crianças acompanhando os pais de bicicleta. Para os menorzinhos, carrinhos especiais presos às bicicletas. Foi DE-LI-CI-O-SO andar de bicleta!!!! Quero repetir a dose, aqui claro!


Muitas montanhas nos arredores de Salzburgo Eu tinha planejado visitar o museu barroco, mas com toda essa paisagem exuberante eu não estava disposta a olhar arte pintada, eu queria curtir essa grande obra de Deus. É muito ar livre para ficar presa entre quatro paredes. Ficamos um tempo sentados no banquinho da rua olhando o movimento dessa Rua de Salzburgopacata cidade, com pouco mais de 150 mil habitantes. De acordo com as pessoas, não existe ponto perigoso, pode-se andar tranquilamente por qualquer lugar da cidade.


Para aproveitar a última hora restante antes do city tour que contratamos, fomos ao Museu Natural e de Tecnologia. Museu bem interessante; a parte que mais gostei era a parte dedicada a Mozart com muitas atividades ligadas à audição e música. “Brinquei” bastante lá.

Meu primeiro (e último) almoço light da viagem: quiche com salada! Bem, eu me recusei a tirar foto disso (rs); o problema é que vocês não devem estar acreditando que esse foi o meu almoço…. Por aqui muitos restaurantes desse tipo. Pelo visto o pessoal curte vida saudável: bicicleta e salada por todos os lados (rs).


Nosso primeiro city tour (Panorama City Tour) durou uma hora e visitamos externamente: Mirabell Palace; Schwarzstraße; Puppet Theatre; Federal Theatre; Staatsbrücke bridge; Mozart’s Birthplace; Gstättentor gate; Horse Pond; University; Festival Halls; Abbey St. Peter; Cathedral; Mozartsteg footbridge; Leopoldskron Palace; Theatergasse lane; Mozart’s Residence. O passeio foi legal, mas não recomendo. A cidade é bem pequena e dá para fazer tudo a pé. OLeopold Palace único lugar mais distante, que sabendo o caminho, dá para ir de bicicleta, é o Palácio Leopoldo (Leopoldskron Palace), casa onde foi gravado o filme “A Noviça Rebelde”. Apesar de não estar aberta para visitação, vale a pena apreciá-la de fora.  O mosteiro de St. Peter (Abbey St. Peter) é muito bonito também; e claro, qualquer prédio/ monumento que faz referência à Mozart.


Em seguida, fizemos outro passeio (Lakes and Mountains Tour), que durou a tarde inteira, dessa vez pela região montanhosa e de grandes lagos. ESPETACULAR! Paisagem extraordinária, me deixando Lago Worlfgang boqui-aberta com promessa de retorno. Fizemos um passeio de barco no Lago St. Wolfgang. Infelizmente o barco estava bem cheio e não conseguimos ir no terraço do barco. Esse passeio durou 50 minutos e estava incluído no custo do passeio. Descemos em St. Gilgen, uma graça de cidade. Moraria fácil por aqui, mas não deve ser barato não. Quem tiver chance, faça este passeio ou outro similar, nessa região montanhosa; tem vários. A operadora de turismo é bem organizada e pontual. Os dois passeios custaram juntos €50 por pessoa.


A noite, experimentamos uma pizza, e a pizza de Praga está ganhando. (Vejam ranking ao lado). Depois, mBotas fashionais caminhadas pelas ruas iluminadas e frescas. Como é agradável andar a noite por aqui! Olha o que  encontramos em uma das vitrines pelas ruas a noite. Alguém usaria uma dessas botas? :-)


A noite liguei para a minha filhota, ah que saudades! Olha Falando com Belaela aí, falando comigo via Skype. Isso que é uma filha moderna não? :)

 

 

Meu nariz apresentou sinal de melhoras; acho porque aqui está mais úmido que Praga.

Que dia agradável!!


Museu Natural (House of NatureHaus der Natur): €12,00


Salzburg Panorama Tours (www.panoramatours.com)

Situado no terminal de ônibus Mirabellplatz