quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Budapeste, Hungria – Dia 12

Budapeste (14 a 18 de setembro de 2009)

Dia 12 (16/09 – quarta-feira)

Lugares visitados:

- Parlamento (ParliamentOrszágház)
- Andrássy Boulevard (Andrássy ut.)
- Ópera (Hungarian State OperaMagyar Államo Operaház)
- Museu Franz Liszt (Ferenc Liszt Memorial MuseumLiszt Ferenc Emlékmúzeum)
- Praça dos Herois (Heroes Square)
- Castelo Vajdahunyad (Vajdahunyad Castle)
- Termas Széchenyi (Széchenyi Spa Baths)

Como o dia de ontem foi bem puxado, não tardamos a dormir e mais uma vez acordamos sem pressa, descansados. Nossa meta de hoje era visitar o Parlamento por dentro. Percorremos o mesmo caminho de ontem, pela Belgrád Rakpart, às margens do Danúbio. Mais uma vez o dia estava ensolarado e não pudemos deixar de sentar em um dos inúmeros bancos dispostos ao longo da via e simplesmente curtir o dia.

Mel e Leo curtindo a manhã em Budapeste…

Nos arredores de Budapeste, a caminho do Parlamento, sentamos em um dos inúmeros bancos nas margens de Budapeste e simplesmente desfrutamos a manhã

 

Chegamos ao Parlamento e mais uma vez havia fila, no entanto resolvemos enfrentá-la, afinal, não dava para ir embora sem visitar este lindo edifício por dentro. Na verdade, essa fila é para comprar o ingresso para um determinado horário de visitação, que só pode ser feita através de visita guiada. Enquanto eu esperava, li um pouco a respeito e descobri que este é o maior edifício da Hungria, com 268 metros de comprimento, 96 metros de altura e 691 aposentos! Construído entre 1884 e 1902, possui fachada neogótica mas segundo convenções do estilo barroco.

Para entrar ao edifício passamos por um detector de metais e nossas bolsas pelo raio x. Smiley surpreso  Depois de toda a burocracia, iniciamos nosso tour pelo prédio.

Na escada principal, logo de cara, tivemos a oportunidade de deslumbrar os afrescos de Károly Lotz e esculturas de Györgykiss. Lindo!

Interior do Parlamento - escadaria principal Interior do Parlamento - afrescos de Károly Lotz

Desta primeira sala chegamos ao interior do domo central (aquele de 96 metros de altura). Espetacular! Ali estão expostos a Coroa, o cetro e o orbe de Santo Estevão, o primeiro rei cristão da Hungria (1001-1038).

Interior do Parlamento - Domo central (de 96 metros de altura) visto por dentro. Espetacular! Interior do Parlamento - Coroa, cetro e orbe de Santo Estevão, o primeiro rei cristão da Hungria (1001-1038)

Depois chegamos ao Salão de tapeçaria, onde tem um grande tapete, com 9 metros de comprimento e 3 de largura, e contou com a ajuda de 30 mulheres, ficando pronto em 2 anos. Por último, passamos pelo Salão da Assembléia Nacional, muito utilizado pelos políticos do país.

Interior do Parlamento - Salão de Tapeçaria Interior do Parlamento - Salão da Assembléia Nacional

Do Parlamento fomos em direção à Ópera, na Andrássy Boulevard. Segundo informações, essa é uma das mais imponentes casas de opera da atualidade, aberta desde 1884. Foi construída em estilo neo-clássico e neo-renascentista e sua fachada é decorada com temas musicais.

Teatro Nacional de Ópera - é uma das mais imponentes casas de ópera dos dias atuais Teatro Nacional de Ópera - interior, no hall de entrada

Como sou apaixonada por música clássica, não pude deixar de visitar o Museu de Franz Liszt, numa casa construída em 1877 para ele morar. Infelizmente, não foi possível tirar fotos, mas fiquei emocionada em estar ali.

Após visitarmos esses dois locais, passeamos por esta avenida (inspirada em Boulevards da França), larga e extensa, de onde foi possível apreciar os inúmeros prédios construídos em diferentes estilos arquiteturais. Andamos por toda a Andrássy, até chegarmos na Heroes Square.

A Heroes Square é uma praça enorme situada na entrada do Parque da Cidade, uma grande área verde no lado Peste. Nesta praça, há um obelisco de 36 metros de altura e em seu topo uma estátua do arcanjo Gabriel segurando a coroa real húngara e uma cruz dupla apostólica. De um lado da praça, temos o Museu de Belas Artes, do outro o Museu de Artes Finas. Esta praça é muito arejada!

Em seguida, entramos no Parque da Cidade e passeamos por toda aquela área verde e descansamos à beira de um lago, nos fundos do Castelo Vajdahunyad. É muito agradável ficar por ali.

Hummmmm bateu aquela fome de leão e fomos almoçar num restaurante com buffet livre (inclusive bebidas - cerveja e vinho), por 2999 Ft! Comemos e bebemos muito e voltamos para o hotel rolando, mas antes fizemos mais uma caminhada pelo Parque da Cidade e olha que placa estranha encontramos pelo caminho. Será que bebemos tanto assim?!

Parque da Cidade - o que significa esta placa??

No caminho, encontramos a Termas Széchenyi, com banheiras construídas em 1913 e piscinas em 1927, em estilo neo-barroco. Seus poços foram descobertos em 1879 e estão entre os mais profundos e mais quentes da região (74-75o. celsius). Eles possuem toda a infraestrutura necessária para se passar o dia, com armário e toalhas. Que pena que não estávamos com roupa de banho! Mas voltaremos amanhã! Os preços variam entre 540-2400 Ft, dependendo do tempo que a pessoa irá passar na termas e se vai apenas na piscina e/ou usufruir a piscina.

De volta ao hotel, pois o nosso corpo pede cama!

 

Preços:

Interior do Parlamento: 2950 Ft por pessoa
Museu Liszt: 800 Ft por pessoa
Água para beber (1,5l): 350 Ft
Lanche: 1120 Ft por pessoa


Endereços:

Trófea Grill Étterem
1145 Budapeste, Erzsébet Királyné útja, 5
www.trofeagrill.com

Termas Széchenyi
Állatkérti Krt., 11 – Peste

 

Cotação do dia: 1Euro = 269 Ft

Nenhum comentário:

Postar um comentário