sábado, 12 de setembro de 2009

Viena, Áustria – Dia 8

Viena (10 a 14 de setembro de 2009)

Dia 8 (12 – sábado)

Lugares visitados:

- Rio Danúbio (Danube RiverDonau)
- Palácio e Jardins de Schönbrunn;
- Ópera (Vienna State Opera Wiener Staatsoper).

Diferente da euforia de ontem, nosso dia de hoje foi bem mais tranquilo. Sabe como é né, o primeiro dia do lugar é sempre assim, queremos fazer tudo. Hoje, o território já é mais conhecido, conhecemos as manhas do transporte e já nos habituamos à língua (ahahahah essa foi boa, acho que nunca vou conseguir nem cantar o alfabeto em alemão).

Compramos frutas (que estavam lindas, por isso nos atraiu) para passar o dia, em uma feirinha ao lado do hotel. Quatro pêssegos custaram €1,85.

Rio Danúbio - DDSG Blue Danube A primeira coisa que fizemos hoje foi efetivar a compra dos tickets do barco (meio de transporte que usaremos para chegar em Budapeste), pois eu estava preocupada com aquela reserva feita pela Internet sem ter que pagar nada, e precisávamos saber também como chegaríamos até a estação do barco. Para nossa surpresa, estava tudo certo! E era fácil chegar (de metrô). Apesar da facilidade, quase nos perdemos eheheheh demoramos a entender por onde andar do metrô até a estação, por isso usamos o maior caminho.

Esse passeio, apesar de ter sido apenas para reFranz-von-Assisi-Kirche (Igreja)solver um problema de logística, foi oportuno para conhecermos o Rio Danúbio (eu ansiava por este momento). E olha que coisa linda encontramos às suas margens: uma igreja, bem diferente de todas por aqui, e que por incrível que pareça, não aparece em nenhum guia. Uma pena!

 

Rio Danúbio - saboreando um pêssego às margens do rio Saboreei meu pêssego às margens do Danúbio e pude sentir no meu peito a melodia da valsa Danúbio Azul, de Strauss. E lembrar do meu avô e nossa última dança em sua sala de estar. Nossa, emocionante!

 Rio Danúbio - Mel e Leo (e claro, amor!)

 

Emoções à parte, seguimos para o Palácio Schöbrunn. Esta magnífica edificação, em estilo barroco, foi residência de verão da família imperial. A rigorosa simetria é complementada por jardins planejados, com diversas fontes e estátuas interligadas por alamedas circundadas por árvores. É impressionante o tamanho desse lugar. Enquanto andava por todos os cômodos (são 40!) e pelos jardins fiquei imaginando como seria passar o verão aqui. (Um lugar desse merece uma foto maior.)

Schöbrunn - jardins

 

NSchöbrunn, visto da Glorietteo alto de uma colina, atrás do Palácio, visitamos a Gloriette, uma arcada neoclássica. A vista lá de cima era linda! Lá em cima, descansamos e apreciamos a vista sentados nos diversos bancos disponíveis. Depois almoçamos em um restaurante ao ar livre aqui mesmo no Schöbrunn e saboreamos pratos típicos (e a sobremesa também) da região. Nosso almoço custou €39,50.

  Prato do Leo Prato da MelSobremesa

 

À noite, pela primeira vez, assisti a uma ópera e nada como vivenciar essa experiência aqui em Viena, berço de alguns compositores de música erudita e palco para muitos, muitos outros. Ópera: Manon Lescaut, de Giacomo Puccini. Muito bom, vale a pena conferir!

Viena2009-180

Hoje vou para a cama super relaxada depois de uma noite dessa!

Empresa de barco:
DDSG Blue Danube
www.ddsg-blue-danube.at
Valor da passagem (por pessoa): €89

Ingressos (preços por pessoa):
Schöbrunn: €11,40
Ópera: €81

Um comentário: