sábado, 31 de julho de 2010

Villa La Angostura, Argentina – Dia 2

Roteiro: Villa La Angostura e Lagos Andinos (30/07-06/08/2010)

Villa la Angostura (30 de julho a 2 de agosto de 2010)

Dia 2 (31/07 – sábado) – Esqui no Cerro Bayo

Depois de uma noite aquecida e descansada, acordamos super bem dispostos e ansiosos em olhar a paisagem (nevada) à luz do dia. Quando Anabela olhou pela janela, ela disse “tem neve lá fora!” numa alegria só.

Acordamos e a parte externa do hotel estava assim:

Quando acordamos tinha neve para todo lado! Olha a alegria da Bela com toda essa neve

 

Depois do café da manhã, partimos para o Cerro Bayo, um complexo de esqui em Angostura. Nosso translado (de ida e volta) estava a cargo da agência Quetrihue.

A caminho do Cerro Bayo. Estávamos deslumbrados com a paisagem!

A caminho do CerroA caminho do Cerro, alguém indo esquiar 

 

O passe de entrada do Cerro, com acesso às pistas de esqui custou $190 por adulto e $150 a criança. Hoje foi o último dia do preço de alta temporada, por isso pagamos $40 a mais, por pessoa, em relação às tarifas que estarão vigentes a partir de amanhã. A roupa de neve e os equipamentos para esquiar alugamos no local: a roupa de neve numa loja logo na entrada do Cerro e os equipamentos numa loja lá em cima. O equipamento completo de esqui (1 par de esquis com fixações para botas, 1 par de botas de esqui e 1 par de bastões) custou $105 por pessoa. Não anotei quanto custou o aluguel das roupas (que vacilo!). Para a brincadeira ficar mais divertida, contratamos um professor para nos ensinar a esquiar. A aula para 3 pessoas por duas horas custou $580.

Bem, chega de conversa e vamos esquiar?

Indo pro teleférico... Indo pro teleférico...

 

Bem, já vou adiantando, é difícil esquiar e também cansativo. Tem que ter forças nas pernas e braços (e eu não tenho!). Todos caímos o tempo todo e sempre ao freiar ou tentar fazer a curva. Foi muito engraçado! Para subir uma das inúmeras rampas, por exemplo a de iniciantes, tem um puxador, tipo teleférico, onde seguramos e subimos “esquiando”. De primeira eu caí e Bela também (sendo arrastada até conseguir soltar o gancho), pois é bem rápido e temos que manter as pernas retas e os pés paralelos com o esqui. Faltou coordenação motora e equilíbrio associado à força nas pernas. O Leo não caiu nenhuma vez enquanto subia, no entanto, caía sentado lá em cima quando soltava o puxador. E todo mundo que estava chegando tinha que desviar dele. Ahahahahah mais engraçado do que ver ele caído sentado no chão era ele me perguntando “Melzinha como é que você faz para não cair?” ahahahahahah. Dentre os três, Anabela foi a melhor esquiadora.

Nossa brincadeira de esquitombos durou cerca de duas horas, e no finalzinho, Anabela teve uma grande queda. Eu estava chegando no final da descida, comemorando com os meus botões por não ter caído e pronta para levantar os braços e gritar “Consegui!”, quando escuto aquela voz doce da minha filha “Olha mamãe…” #@$&%*$ Quando olhei para trás ela estava voando dos esquis e rolando na neve, até que caiu esticada (assim de barriga pra cima, pernas e braços esticados), e ali permaneceu imóvel. Tive um momento AMD (Ai Meu Deus) e foi a única vez que freiei com classe fazendo aquela virada bonita derrapante a fim de me voltar a ela e socorrê-la (rs). Ainda bem que não foi preciso, pois ela estava bem. Mas foram os piores segundos da minha vida, vê-la imóvel, enquanto a chamava “Anabela? Anabela, você está bem?”. O Leo (caído de novo) e o professor olhavam atentos. Enfim ela levantou o dedinho de OK. Ela disse que estava pensando o que fazer e ficou tentando piscar os olhos para tirar a neve. Não seria mais fácil passar as mãos no rosto? (rs). Enfim, foi um susto e tanto. Passei o resto do dia rindo toda vez que eu lembrava da cena, dela esticada e imóvel na neve. Depois dessa queda, ela disse que não queria mais esquiar….

A brincadeira foi tão legal e o frio tão… frio, que nem lembramos de tirar fotos da gente esquiando. Inacreditável, não?

Almoçamos num restaurante lá no Cerro Bayo. A comida não era muito boa e era cara. Depois do almoço desfrutamos da paisagem, brincamos na neve e de esquibunda.

Rolar na neve é uma delícia, eu recomendo! :-)

Brincando na neve Brincando na neve Brincando na neve Brincando na neve

 

Vista panorâmica do Cerro Bayo:

Vista panorâmica do Cerro Bayo Vista panorâmica do Cerro Bayo

 

 Quando chegamos no hotel, Anabela continuou brincando na neve e fez um lindo boneco de neve.

O primeiro boneco de neve da Bela

 

A noite, pegamos um ônibus ($2 por pessoa), recomendado pelo dono do hotel, e fomos até o centro da cidade para jantar. Pegamos o ônibus no ponto final, muito próximo do hotel, que saía toda hora e quinze. Jantamos (sanduíche) num lugar super agradável que estava tocando uma ótima música. Voltamos para o hotel de taxi ($30).

Hoje a bonequinha viajante da Anabela tem companhia para dormir. Boa noite!

Bela e a bonequinha viajante

Dica do dia: Use hidratante e filtro solar, e beba muita água!!

Translado:
Quetrihue Viajes y Turismo (http://www.quetrihueviajesyturismo.com/)
Arrayanes 134 1o. piso – Villa La Angostura

Cerro Bayo:
http://www.cerrobayoweb.com/po/

Notícias de Villa La Angostura, Argentina

Companheiros virtuais de viagem,

depois de um dia inteiro viajando, chegamos à Angostura, exaustos e famintos. Para a nossa surpresa (e alegria) estava nevando! A cidade estava uma graça toda branquinha.

Nosso jantar foi uma comida típica, bife de chorizo, e estava de-li-ci-o-so!
Alimentados e cansados só nos restava dormir.

Acordamos às 8h e ainda estava escuro (por aqui só amanhece as 9h!). Fomos esquiar no Cerro Bayo e caímos bastante, mas tivemos momentos de sucesso. Já vou avisando, é bem difícil, heim! E o frio? Terrível!!! Apesar de toda a vestimenta especial para a neve.

No hotel, Anabela fez um boneco de neve, que ficou bem bonito (para o primeiro boneco).

Acabamos de jantar e estou aproveitando a internet do restaurante. E sinceramente, não paramos de pensar nas nossas camas, pois estamos bem cansados, afinal esquiar é uma atividade bem pesada (rs).

Abs, e até a próxima notícia.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Villa La Angostura, Argentina – Dia 1

Roteiro: Villa La Angostura e Lagos Andinos (30/07-06/08/2010)

Villa la Angostura (30 de julho a 2 de agosto de 2010)

Dia 1 (30/07 – sexta) – chegada


Nosso primeiro dia de viagem começou às 5:30h da manhã, pois tínhamos que chegar no aeroporto às 7:35h (3 horas antes do vôo, que saía às 10:35h) segundo recomendação da agência de viagens e da Aerolíneas Argentinas. No entanto, os trabalhos do balcão de check-in só começou às 8:10h. Me pareceu que o horário de trabalho deles era a partir das 8h. Pode? Bem, mofamos em pé na fila e claro, na espera pelo vôo.

Passamos pela Polícia Federal sem problemas. Estava tudo certo com a autorização de viagem da Anabela.

Mel e Bela, no aeroporto, rumo à Argentina/ Chile

Mel e Bela, rumo à Argentina/ Chile

Para começar bem a viagem, a Aerolíneas Argentinas mudou o aeroporto de destino em Buenos Aires, nos obrigando a ir de um aeroporto para o outro, para a conexão até Bariloche. A viagem entre os aeroportos durou uma hora, pois era longe, estava chovendo e tudo engarrafado. Por isso não tivemos tempo para almoçar. E já estávamos famintos!

A família completa, no ônibus, indo do aeroporto Ezeiza para o Aeroparque, já em Buenos Aires

A família completa, no ônibus, indo do aeroporto Ezeiza para o Aeroparque, já em Buenos Aires

Quando chegamos em Bariloche, o traslado estava nos aguardando. (**) O Eduardo, nosso guia, era super simpático, e nos conduziu até o nosso hotel em Angostura. Quando chegamos na cidade tinha nevado e estava tudo branquinho. Uma coisa linda. Deixamos as malas no hotel e ele nos levou à um restaurante, pois àquela hora já estávamos mais do que famintos. O restaurante era muito bom mas não aceitava nenhum cartão (nem crédito nem débito), apenas dinheiro em espécie, em moeda local ou estrangeira (dolar ou pesos chilenos).

(**) Logo na sala de desembarque, trocamos reais por pesos argentinos (ARS). O cambio não era muito favorável, mas queríamos nos garantir com moeda local.

Nosso primeiro jantar em Villa La Angostura. Estávamos esfomeados!

Nosso primeiro jantar em Villa La Angostura. Estávamos esfomeados! Nosso primeiro jantar em Villa La Angostura. Estávamos esfomeados!

O nosso primeiro jantar: bife de chorizo com papas fritas. Estava de-li-ci-o-so!!!

Bife de chorizo com papas fritas

Depois desse jantar e de um delicioso vinho argentino que tomamos, nosso próximo destino era a cama do nosso hotel. Do restaurante para o hotel fomos de taxi. A viagem do centro de Angostura até o nosso hotel custou $30 (ARS). Quando entramos no quarto, estava quentinho e cheiroso. Dormi apenas de pijama de flanela, confesso que senti um pouco de calor, pois o aquecedor era muito bom. O banheiro também tinha aquecimento, nos deixando bem confortáveis para tomar banho.

Nosso Hotel:
Las Acacias Hostería
Los Robles 251 – Puerto Manzano – Villa La Angostura
O dono do hotel, Fernando, nos recepcionou e era muito simpático.



O Restaurante:
Parrila Chop Chop Café e Comidas
Av. 7 Lagos 365 – Villa La Angostura
Fomos muito bem atendidos no restaurante, que era bem familiar.
Bife de Chorizo c/ guarnición y copa de vino: $54 (ARS)
O Leo comeu um e eu e Bela dividimos outro.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Roteiro: Villa La Angostura e Lagos Andinos

O roteiro de férias em família está pronto!

Dessa vez, a organização da logística da viagem ficou por conta da CiaEco (http://www.ciaeco.tur.br/), uma agência de viagens de ecoturismo. Como eu estava totalmente sem tempo para organizar tudo e estava bem em cima da hora, informei para o pessoal da agência o que eu queria fazer, o tempo que eu tinha e as pessoas envolvidas e eles montaram um roteiro super interessante. Um ajuste aqui, outro ali e montamos um pacote com a nossa cara. Bem, eu nunca viajei assim, através de uma agência de viagem. Espero que dê tudo certo e que os serviços dessa agência sejam bons. 

Viajaremos no dia 30/07 e retornaremos no dia 06/08 (aniversário do Leo :-). A seguir, o dia a dia da viagem:

30/07 = Rio/ Bariloche/ Angostura --> Chegada em Villa La Angostura, Argentina

31/07-01/08 = Villa La Angostura
>> Esqui no Cerro Bayo.

02/08 = Villa La Angostura/ Peulla
>> Início do Cruce de Lagos Andinos, com destino a Puerto Varas, e parada em Peulla, para pernoite. Alterna-se em trechos rodoviários e de navegação.

03/08 = Peulla/ Puerto Varas
>> Continuação da travessia dos Lagos com destino a Puerto Varas. Passaremos pelas quedas do Rio Petrohué e navegaremos o Lago Todos Los Santos, margeando o Lago Llanquihue. Teremos o vulcão Calbuco como imagem predominante e entraremos no Parque Nacional Vicente Pérez Rosales, tendo o vulcão Osorno como principal atrativo visual.

04-05/08 = Puerto Varas
>> Passeio por Puerto Varas, passando pelo centro da cidade, às margens do Lago Llanquihue, visita à Igreja de Puerto Varas, que oferece uma vista panorâmica da cidade e Praça da Catedral.
Passeio pela cidade portuária de Puerto Montt, indo até o “Topo da Melipulli” uma das colinas da cidade, que oferece uma vista panorâmica da baía e da pequena ilha Tenglo Reloncaví Baía. Passeio pelas praias de Pelluco Chinquihue, feira de artesanato e do mercado de mariscos de Angelmó.
>> Passeio pelo balneário de Frutillar, localizado às margens do lago Llaquihue e conhecido por sua influência alemã.

06/08 = Puerto Varas/ Santiago/ Rio --> Chegada no Rio de Janeiro, Brasil


Nossos hoteis:
Em Villa La Angostura: Pousada Las Acacias 
(Los Robles 251 Residencial Villa Angostura, Argentina)

Em Peulla: Hotel Natura Patagonia
(Peulla, Parque Nacional Vicente Pérez Rosales Puerto Varas, Chile)

Em Puerto Varas: Hotel Colonos Del Sur
(Del Salvador 024, Puerto Varas, Chile)


Um pouco sobre a região:

O corredor dos Lagos Andinos abarca parte das províncias de Neuquén, Río Grande e Chubut, no noroeste da patagônia argentina, e também o norte da patagônia chilena. A paisagem é composta por montanhas imponentes, lagos e bosques milenares. Existe ainda a riqueza cultural dos povoados tradicionais, com uma história e identidade próprias. A conhecida Rota dos Sete Lagos é um passeio pela região entre as cidades de San Martín de los Andes e Bariloche, onde se encontram muitos centros de esqui e atividades organizadas, como trekking, cavalgadas, mountain bike, pesca com mosca e caiaque.

Villa La Angostura, Argentina (Sítio de Angostura em Português) é uma bonita vila de 8000 habitantes localizada nas margens do Lago Nahuel Huapi, e está localizada a 80 Km de Bariloche, sendo a cidade mais próxima da fronteira com o Chile (33 Km). Junto com San Martin de los Andes, La Angostura é ponto de acesso ao Circuito dos Sete Lagos.

Peulla, Chile é um pequeno povoado que ainda sobrevive da pesca, da caça de pequenos animais e do calor da lenha das madeiras. O vilarejo foi erguido entre os lagos Frias e Todos los Santos. A travessia até San Carlos de Bariloche é feita através do lago Nahuel Huapi. No caminho, pode-se alimentar as gaivotas, que pegam biscoitos das mãos dos turistas.

Puerto Varas, Chile é uma bonita cidade chilena às margens do Lago Llanquihue e próxima aos vulcões Osorno e Calbuco, que refletem a imagem de seus picos nevados nas profundas águas azuis do lago.

Saltos del Petrohué, de Petrohué, um pequeno porto às margens do Lago Todos los Santos, nasce um rio homônimo. Assim que sai do lago, o Rio Petrohué se esvai por uma radical corredeira de cerca de 5 Km de extensão, costurando de verde as pedras negras formadas pelo basalto vulcânico.

O Vulcão Calbuco fica entre a ribeira do lago Llanquihue e o Lago Chapo, a 56 Km da cidade de Puerto Varas. Alcança uma altura de 2.003 sobre o nível do mar. No entorno do vulcão, podem ser encontradas fauna e flora exuberantes.

O Vulcão Osorno tem uma altura de 2.652 metros e se localiza na Cordilheira dos Andes, na borda do Lago Llanquihue. Seu imponente cone se levanta do lado oposto ao da cidade de Frutillar, da qual só suas águas transparentes o separam. Nas suas encostas, pratica-se esqui e snowboard.

Comprando roupas de inverno no RJ

Sebra Depósito de Meias - Roupas para Inverno
Ceroulas e camisetas térmicas (adulto e infantil) - Palmilha térmica - Sobretudo - Casacos - Cachecois - Luvas - Gorros e meias de lã
Saara: Rua da Alfândega, 181 - 2224-2995

Loja de Inverno
http://www.lojadeinverno.com.br/

Sadae
http://www.sadae.com.br/

Informações gerais: Argentina e Chile

Documentos exigidos para entrada na Argentina e Chile:
- Adultos brasileiros: passaporte válido ou RG original (com foto recente e data de emissão de no máximo 10 anos)
- MENORES de 18 anos – além do passaporte ou RG, é preciso uma autorização por autenticidade* de pai e mãe, com firma reconhecida em 2 vias (para menores viajando sem a presença do pai e da mãe, acompanhados por terceiros maiores e capazes). A mesma regra aplica quando acompanhados por apenas um dos pais, autorização por autenticidade* do genitor que não viajará.
* Firma reconhecida por autenticidade: significa que ambos os pais devem comparecer pessoalmente ao cartório para providenciarem o documento de autorização.


Idioma: espanhol


Moeda na Argentina: peso argentino


Moeda no Chile: peso chileno


Fuso horário na Argentina: o mesmo de Brasília, Brasil


Fuso horário no Chile: uma hora a menos em relação à Brasília, Brasil

Arrumando a mala: Villa La Angostura e Lagos Andinos

Nunca pensei que um dia eu teria dificuldade em arrumar uma mala para viajar. Bem, esse dia chegou e cá estou com muuuuuitas dúvidas sobre o que levar e a quantidade. Se eu viajo para um lugar frio, é fácil; para um lugar quente, mais fácil ainda; mas o que levar para um lugar muito frio e com neve? Pergunto aqui, pergunto ali, pesquiso na Internet, e algumas dúvidas persistem. Como eu sou super prática e odeio mala pesada, acho que não terei tanta dificuldade. Vamos lá, está na hora de arrumar a mala! Ela está assim:

Anabela, criança de 9 anos:
(9kg)
Roupa:
- 1 Underwear térmico (camisa de manga comprida, ceroula e meia) **
- 2 camisas “segunda-pele”
- 1 Conjunto de moleton
- 2 calças jeans
- 1 pijama de flanela
- 10 blusas de manga comprida
- 2 camisas de manga curta
- 1 roupa de banho
- 2 suéteres
- 1 casaco de lã **
- 1 parca
- 10 pares de meia de algodão
- 2 meias-calças 40 e 70 fios
- roupa de baixo
- 1 gorro **
- 2 cachecol **
- 1 par de luva **

Sapato:
- Bota de couro forrada
- Tênis de couro de cano longo

Melissa, adulto, (nada de idade! :-):
(11,9kg)
- 1 Underwear térmico (camisa de manga comprida, ceroula e meia) **
- 2 camisas “segunda-pele”
- 1 Conjunto de moleton
- 2 calças jeans
- 1 pijama de flanela
- 9 blusas de manga comprida
- 1 camisas de manga curta
- 1 roupa de banho
- 1 parca **
- 10 pares de meia de algodão
- 2 meias 3/4 70 fios
- roupa de baixo
- 1 gorro **
- 3 cachecol **
- 1 par de luva **

Sapato:
- Tênis

Higiene pessoal e acessórios
- Escova e pasta de dente, fio dental **
- Shampoo e condicionador de cabelos
- Sabonete
- Hidratante **
- Filtro solar
- Protetor labial **
- Pente e escova de cabelo **
- Prendedor de cabelo
- Lenço de papel e higienizador para as mãos **

** Esses itens foram na bagagem de mão.

Montei também um kit de Primeiros Socorros com remédios para dor em geral, febre, dor de garganta, dor de ouvido, descongestionante, pomada anti-alérgica e para assaduras, xarope para tosse.

Celular, câmera fotográfica, baterias, carregador de baterias e de celular, e universal, Netbook, pen-drive, Ipod, caneta e o meu diário (em papel) não podem faltar e vão comigo na bagagem de mão.

Como estou viajando com criança, não pode faltar uma (mini) lancheira para situações emergenciais com água, suco, barrinha de cereais e polenguinho, a fim de manter as energias entre uma refeição e outra.

Na volta da viagem, conto pra vocês se faltou ou sobrou algo, ok?

Sugestões?? Comentem!!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Passagens aéreas e vouchers – Villa La Angostura e Lagos Andinos

Passagens, vouchers e seguro-viagemAcabei de receber as passagens aéreas, vouchers e seguro-viagem da CiaEco!!!!

Além disso, eles enviaram uma lista com o roteiro completo, dicas de bagagem, dicas de restaurantes e atividades e uma breve descrição dos lugares visitados. Até agora não tenho do que reclamar desta agência que está sendo muito organizada, solícita e clara. Só falta viajar!

** Iremos de Aerolineas Argentinas e voltaremos de LAN Airlines. E todos os traslados são privativos.

E o coração acelera…. :-)

Fazendo a mala com bom gosto e bom senso

O quente da moda de inverno

A moda sempre muda. O que quer dizer que aquele casaco divino, verdadeira sensação da sua última viagem, pode ter se transformado num tremendo urso polar, que só vai ocupar espaço na sua bagagem. Na dúvida, opte pelo básico.
Kit básico contra o frio e a seu favor:

- 1 sobretudo de lã
- 2 suéteres
- 2 calças de lã
- 1 cachecol
- 1 gorro de lã
- 1 par de botas forradas ou palmilha de lã
- 1 par de luvas de couro ou lã

Curta a neve sem escorregar na elegância

O básico para esquiar:
- 1 casaco térmico de ski
- 2 calças de ski
- 2 pares de meias térmicas
- 1 par de luvas de ski
-1 faixa
- ceroulas e camisetas térmicas
- 1 par de botas impermeáveis ou 1 palmilha térmica

** É possível alugar a roupa de neve no local onde se vai esquiar.

São acessórios, mas não indispensáveis

Quem vive num país tropical conhece os poderes do sol. Longe dos trópicos, se a temperatura baixar, também é importante proteger o rosto e os olhos. Mesmo quando não existe neve, o vento frio e cortante de algumas regiões provoca ressecamento e rachaduras perigosas na pele.

Não deixe faltar na sua nécessaire:
- creme hidratante
- filtro solar
- protetor labial
- óculos escuros com lentes UVA UVB

Obs.: sugestões para uma semana de estadia

Fonte: Loja de Inverno

Tutorial sobre como vestir-se em locais frios

Muitas dúvidas me rondam sobre o que levar na mala nesta viagem que farei para esquiar em Angostura e cruzar os Lagos Andinos. Para me ajudar a decidir, pesquisei bastante e encontrei esse tutorial bem interessante:

TUTORIAL - Vestir-se em Locais Frios - Sistema de Camadas

Conclusão: para combater o frio intenso desses lugares, o ideal é se vestir por camadas. A primeira camada deve ser um underwear térmico, a segunda uma blusa de manga comprida ou curta (depende da pessoa) de malha, ou um agasalho de lã, e a terceira uma jaqueta de couro ou material sintético resistente à água.

Será que vou conseguir aplicar na prática toda essa teoria? :-)

terça-feira, 13 de julho de 2010

Quando ouço a palavra férias...

Lá vem ela...
... aquela vontade...
... de colocar a mochila nas costas...
e viajar!

Toda vez que a palavra férias começa a rondar a minha vida, a vontade de viajar vai chegando sorrateiramente, os pontinhos no mapa imaginário em minha cabeça vão pipocando e as revistas de viagem saem do armário para cima da mesa. Mas as revistas não saem do armário aleatoriamente não, quando elas saem, já possuem um destino. Ou vários. :-)

Dessa vez, meus planos de viagem internacional incluem um novo personagem: Anabela, minha filha de 9 anos.

Férias escolares e em família, inverno, diversão e novidade. Para onde ir? O que fazer?

Esquiar! O pensamento decola e aterrisso em Villa La Angostura, na Argentina.

Mas só esquiar? Hummmm... olho o mapa e percebo que Angostura está bem ali na rota dos lagos andinos... por que não navegar pelos Lagos Andinos? Ou explorar os vulcões? E conhecer culturas diferentes?

E assim começa mais uma saga em planejar uma viagem, dessa vez por aqui, pela América do Sul.
E de última hora! Incluindo uma criança. :-)

Mais notícias em breve.