domingo, 5 de junho de 2011

Urbino, Itália - Dia 7

Cruzeiro (04-11/06)
Dia 7  (domingo, 05 de junho de 2011) – Urbino, Itália.

Resumo informativo da viagem (todos os detalhes de hóteis, transportes, restaurantes, como circular, e etc.)

Álbum de fotos do Cruzeiro (da Lua de Mel)

Álbum de fotos de Urbino (da Lua de Mel)

 

** Para cada parada do Navio pelas cidades previstas no roteiro, existe uma seleção de excursões a escolher (e a pagar, claro). Como o tempo das paradas é curto, optamos em fazer uma excursão em cada cidade. Em Ancona, escolhemos a excursão “Os tesouros de Urbino”. Minha intenção com este passeio era conhecer Urbino, uma das mais representativas cidades do Renascentismo Italiano e cidade natal de um pintor da Alta Renascença que muito admiro, Rafael Sanzio (1483-1520), ou simplesmente Rafael.

The Small Cowper Madonna, 1505, in National Gallery of Art at Washington, D.C., U.S.

 

O navio chegou em Ancona às 7h e partiu às 13h, uma parada muito curta para a extensão do passeio que escolhemos, por isso acordamos bem cedo. Foi muito difícil acordar e tivemos que tomar o café da manhã correndo.

Nosso passeio à Urbino vai começar, estamos acomodados no ônibus que nos conduzirá até a cidade!

Nosso passeio à Urbino vai começar, estamos acomodados no ônibus que nos conduzirá até a cidade!

 

O tempo de viagem até Urbino foi de 1h30min o que nos permitiu dormir um pouquinho e desfrutar de belíssimas e verdejantes paisagens desta região da Itália, chamada Marcas. Durante todo o caminho eu imaginei como seria a paleta de cores para pintar um quadro desta região.

Paisagem entre Ancona e Urbino, com variados tons de verde. Durante todo o caminho imaginava como seria a paleta de cores para pintar um quadro desta região.     Paisagem entre Ancona e Urbino.

 

Quando chegamos na cidade, o guia nos explicou como seria o nosso passeio: visitaríamos o Palazzo Ducale, a Catedral e andaríamos pelas ruelas desta impressionante cidade medieval, até a Casa de Nascimento de Rafael.

Começamos pelo Palazzo Ducale, uma construção de meados do século 15 e em estilo renascentista, sendo um dos mais interessantes exemplos arquitetônicos e artísticos de todo o Renascimento italiano.

O Palazzo Ducale é uma construção renascentista que domina Urbino. Este belo edifício possui uma grande biblioteca, jardins suspensos e diversas pinturas.     Palazzo Ducale, Urbino, Itália.

Pátio interior do Palazzo Ducale. No interior não é permitido fotografar...

 

Ao lado do Palácio, visitamos a Catedral. Linda! Pena que não era permitido fotografar o seu interior. Adorei o arranjo de esculturas na fachada da Catedral.

Catedral     Catedral

Catedral     Catedral

 

Da Catedral, seguimos para a Casa onde nasceu Rafael e foi emocionante estar ali.

Casa onde nasceu o pintor Rafael

 

Bem, o passeio tinha tudo para ser maravilhoso, mas não foi. Primeiro, só tinha grupo de guias em francês e italiano. A guia francesa era bem antipática e o guia italiano falava demasiadamente rápido. A nossa sorte foi que quando compramos a excursão na véspera, nós conhecemos a Tatyana, que falava espanhol, e nos ajudou com as explicações durante o passeio (sim, ela foi ao passeio e era um amor de pessoa). Segundo, o guia não parou um só minuto de falar, não deu tempo livre e a todo momento contava e recontava o grupo, não tínhamos chance de nos afastar e curtir outras coisas; ele obrigava o grupo a se manter junto. E terceiro, NÃO entramos na casa onde nasceu Rafael; apenas paramos em frente! Fiquei furiosa! Além disso, nem deu tempo de comprar um postal de lá (para quem não sabe, eu coleciono postais de lugares que visito ou de lugares que meus amigos visitam e se lembram de mim a meu pedido rs rs) e nem de comer nada (a comida do navio era dispensável...).

Assim que chegamos ao navio, ele zarpou. Depois do almoço, tentamos pegar uma piscininha para relaxar, mas o tempo ficou chuvoso. Só o Leo encarou! :-) Como estávamos cansados e não tinha nada (do nosso interesse) para fazer dentro do navio, dormimos a tarde inteira. Hoje foi o tal do coquetel com o comandante e claro, não participamos. Acho isso muito chato. O jantar foi um pouco melhor do que o almoço e para compensar a refeição ruim, nos divertimos bastante na mesa com os nossos companheiros de mesa Ricardo, Ligia, Waltecyr e Maria Isabel.

Depois do jantar, quando voltamos para o quarto, olha o que encontramos, um elefante de toalhas! Depois soubemos que a tripulação “camareira” faz curso de escultura de toalhas e guardanapo.

Elefante de toalhas

 

E assim acabou nosso sétimo dia de lua de mel, cansados, com fome e apaixonados, navegando rumo à Grécia!

Um comentário:

  1. Infelizmente não tivemos tempo de conhecer Ancona, pois tão logo voltamos de Urbino, o navio partiu; como eu disse antes, a parada de hoje foi muito curta.

    Acho que teria sido bem interessante conhecer a cidade. Recomendo! Tem muita história e monumentos para ver aqui.

    Abraços e bom passeio.

    ResponderExcluir