terça-feira, 12 de junho de 2012

[Amigo Viajante: Carine Barros] Mochilão pela Europa

EuSouUmAmigoViajante_thumb1_thumb
 
 
Data da viagem: Junho de 2012.
Destino: Lisboa, Portugal.

 

A primeira parada foi em uma cidade da Alemanha, Heidelberg, onde está situada uma das maiores ruínas da Alemanha, o Castelo Medieval de Heidelberg. O Castelo é fantástico, me fez sentir em um filme… rsrrs. O único prédio que não precisa de guia para visitação, é o prédio do grande barril. Tem esse nome por ter um enorme barril de vinho. Para os apreciadores de cerveja, no castelo e na cidade estão as melhores cervejas artesanais, e o melhor, é o tamanho… não existe copo de 200 ou 300 ml… todos são acima de 0,5 L, 1L de pura cerveja.

Castelo Medieval Castelo MedievalCastelo Medieval Castelo Medieval

 

A segunda parada foi em Copenhagen, Dinamarca, uma cidade encantadora com pessoas simpáticas, bonitas. A língua que é um pouquinho complicada… na verdade, muuuuuuito complicada… rsrsrs. Esse é o Palácio de Christianborg, antiga residência real e atual sede do parlamento. Aqui experimentei  todas as estações do ano em poucos minutos… a cada passo uma emoção diferente… rsrsrs… sol, frio, chuva e vento muito gelado. É uma cidade encantadora tendo outros pontos a serem visitados como o Parque Tivoli, o canal de Copenhagen, a pequena sereia (e coloca pequena nisso). Aqui escurece às 23h e amanhece as 5h.

Palacio Cristianborg, Copenhagen, Dinamarca

 

A terceira parada foi em Amsterdã, Holanda. Uma cidade com muitas culturas. Visitei o Museu da Heineken, que foi montado na antiga fábrica da cervejaria. Nesse museu, passamos por uma viagem no mundo da cerveja, conhecendo todo o processo na produção da cerveja, e no final ainda tem uma degustação da cerveja. O melhor do museu é o cinema 4D, simplesmente sensacional, o chão mexe, treme, a sensação é que vamos mergulhar no tanque de cerveja… rsrsrs. No final da visita, entramos direto na loja da Heineken, aí as comprinhas são inevitáveis.

museu da heinecken

 

Outro lugar que não pode passar por despercebido é a Casa de Anne Frank, jovem judia que esteve refugiada durante a II Guerra Mundial, que morreu aos 15 anos em um campo de concentração. Fiquei arrepiada e emocionada ao entrar no "anexo secreto", onde Anne ficou escondida por 2 anos. Aqui você saberá de toda a história de Anne e sua família. Importante ir com paciência para encarar a fila na entrada.

Museu Anne Frank

 

Próxima parada foi Bruxelas, Bélgica, uma cidade encantadora e romântica. A Grand Place fica situada no centro da cidade e aqui você encontrará de tudo… comidas maravilhosas, doces encantadores, os fantásticos chocolates, os magníficos waffles… huuuummmmmm. Como uma boa nutricionista, fiz questão de provar todos os quitudes que a cidade oferece… rsrsrs.

Grand Place Grand Place

 

A última parada dessa aventura foi, nada mais nada menos do que Paris, França e encontrei um Palácio lindo, que dá vontade de passar o dia todo caminhando pelo seu lindo jardim, sem contar com o cheiro das flores e do laranjal… simplesmente lindo! Esse é o Palácio de Versalhes. Não consegui visitar o interior do palácio, pois as segundas feiras fica fechado para visitação, mas só o jardim já vale o passeio.

Visitei também a Catedral de Saint Clair, situada no alto, é simplesmente linda. De fácil acesso, sair do metro e subir uma rua logo em frente e lá esta ela. Essa rua é igual a "rua da alfândega" no RJ, tem de tudo… no final da rua, lá esta ela. Não é permitido tirar fotos em seu interior. Uma dica importante: compre uma garrafa de água e respire fundo antes de subir, pois o trajeto é longo, com algumas escadas. Escolhi a catedral, pois estava no final da viagem e aproveitei para agradecer pela viagem incrível e pedir proteção na volta para casa.

Igreja Saint Clair

 

Relato de Carine Barros, Amiga Viajante do Diário na Mala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário