quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Epcot, Orlando, Flórida

Orlando, Flórida (27/12/12 – 14/01/13)
Dia 7 (quinta, 03 de janeiro de 2013)
Fotos do Epcot aqui!
Resumo Informativo de viagem aqui!

O segundo parque da viagem foi o Epcot e foi o mais decepcionante dos parques. Se eu soubesse que seria tão chato como foi, eu não teria ido neste, e sim em um dos parques que deixei de ir (por exemplo, o Animal Kingdom ou Hollywood Studios). Na verdade, eu optei em colocar esse parque no roteiro por causa do Leo que adora tecnologia, mas eu não sabia (ou não prestei atenção) que era uma tecnologia do passado, ou seja, é um parque obsoleto.

Nossa, estou até com dificuldade para fazer o relato (rs)… mas vamos lá!

Para chegar ao parque levamos 1h de viagem, pois como eu já disse em outro post, estávamos hospedados em Tampa. Uma hora de viagem, se pensarmos bem, não é tão longe assim, mas depois de um dia inteiro andando de um lado para o outro, é muito longe. De novo, chegamos no parque perto de 11h da manhã (embora tivéssemos saído de casa cedo). Avistar a placa da Disney com a frase “where dreams come true” foi emocionante”! Agora sim, nos sentimos da Disney World (pena que no Epcot (rs)).

Epcot Epcot

 

O estacionamento, o “passeio” de ônibus até o parque e as filas foram idênticas ao do parque de ontem, o Busch Gardens.

Epcot Epcot

 

Já na entrada foi fácil perceber o quão cheio estava o parque... A diversão começou logo que adentramos o parque: várias fotografias para tentar “segurar” a imensa “bola de golf”.

Epcot Epcot

 

Mal chegamos e já era hora de alimentar o bebê... dessa vez, a diversão começou com o Leo e a Bela. Eles demoraram tanto que deu tempo de alimentar a laura e trocar a sua fralda e andar muito por lá. Uma coisa legal no Epcot, tem wi-fi grátis!! :-) Deu pra compensar a espera pelos dois.

TODAS as atrações do parque tinham filas gigantes e demoradas. Foi desanimador! Encontramos uma atração com muita cor e luz, e Laura pôde sair do carrinho e ficar mais livre (ela já estava dando sinais de irritação de ficar sentada no carrinho).

Epcot Epcot

Epcot Epcot

 

Nesse parque tão cheio e com tantas filas, a diversão se deu bastante nas lojas de souvenirs (sem comprar nada, claro rs).

Epcot

Epcot Epcot

 

Para quem está com carrinho de bebê. não se preocupe quando for em alguma atração ou loja, existem muitos locais de estacionamento de carrinhos.

Epcot

 

O nosso almoço foi bem caidinho, pois os restaurantes estavam lotados. Paramos em uma “carrocinha” e compramos peixe empanado e fritas. De sobremesa, experimentei o Funnel Cake, gostosinho, mas por mim colocava mais açúcar.

Epcot

 

Passamos o dia andando pelos vários pavilhões do parque, onde cada pavilhão representa um páis, com réplicas do lugar e comida típica. Tudo é muito bonitinho... mas ordinário (rs). Não tem nada pra fazer além de olhar e andar. A única atração que eu fui e gostei muito foi o The Seas – With Nemo. É uma atração muito fofa! Na saída do brinquedo tinha um pequeno aquário cheio de “Nemos”.

Epcot Epcot

 

Quando o dia acabou, fomos em busca de um lugar pra jantar, o que foi uma loucura porque estava tudo cheio. Conseguimos um lugar, em uma pizzaria – bem legal!, no Pavilhão de França. Porque resolvemos jantar no parque? Nós queríamos ficar para a queima de fogos, pois dizem que é o mais bonito de todos os parques.

Epcot Epcot

Quando saímos do Restaurante, uma surpresa inesperada: chuva fina e muito frio! E nosso carrinho sem capa de chuva e a gente sem sombrinha. A situação foi um pouco caótica, pois eram poucos os lugares cobertos e tinha muita gente disputando espaço coberto. Abortamos os fogos de encerramento e nos encaminhamos para o estacionamento em busca do carro (que não marcamos bem o local estacionado :-O). Quando chegamos no carro, estávamos molhados, com frio e muito cansados. A hora da viagem pra casa foi longa e a estrada parecia não ter fim.

Chegamos em casa bem mas com a certeza de “Epcot nunca mais!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário