terça-feira, 17 de julho de 2018

Moscou, Russia

Viagem de férias!

Roteiro: Rússia e Países Bálticos {veja o roteiro original}

Período: 13/07 – 30/07/18 {18 dias de viagem}

Viajantes: Mel, Leo, Bela e Laura {família completa!}


Chegamos em Moscou! Ela é linda, agitada, limpa e colorida! Estou encantada!





Nosso primeiro dia aqui foi apenas para mapear o terreno, pois chegamos demasiadamente exaustas. O vôo atrasou 2h, levamos 1h40min do aeroporto para o hotel é só conseguimos tomar o café da manhã por volta de 13h. Passamos a tarde andando e visitando os locais por fora, numa vibe de contemplar e relaxar.

Mais uma parada para aquela diversão garantida da criança, parquinho em Moscou! ✅


E esses prédios em vermelho? Lindos demais!



Pela manhã do segundo dia em Moscou, nós visitamos o Convento Novodevichy e o Cemitério Novodevichy (que fica nos jardins do Convento). Infelizmente, a basílica estava fechada para restauração, então nós passeamos apenas pela área externa e adentramos uma capela. Muitos devem achar estranho ter um cemitério nos jardins do Convento de Novodevichy, mas eu achei tão bonito e tranquilo. Ele fica muito discreto entre árvores e jardins.





Depois do Convento, fomos à Catedral de Cristo Salvador, a mais imponente de Moscou. Que edificação grandiosa! É inacreditável o seu tamanho. E o seu interior é tão lindo quanto seu exterior. Assim que entramos no interior da Basílica, murmuramos uau! É impressionante! Ficamos sem palavras.










Depois do almoço, fomos descansar e passear no Parque Gorki, um lindo parque de área verde, onde as pessoas fazem piquenique, andam de bicicleta, correm, ficam sentados em inúmeros bancos espalhados no local, tomam banho no chafariz ou qualquer outra coisa que seja legal para descansar.




Dá pra acreditar que no Parque Gorki tem um parque de diversões para as crianças? Nossos olhos brilharam com tanta cor e luz, e o da Laura muito mais! É claro que ela brincou! Teve direito a três brinquedos.





Em todos os restaurantes aqui em Moscou, quando a gente entra com a criança, logo vem um garçom com lápis de cor e papel para ela colorir, o que nos garante momentos de tranquilidade enquanto pedimos e esperamos a comida.


Por todo lado que andamos aqui em Moscou, tem uma praça e tem um parquinho. Inevitável uma rápida parada para deixar a criança feliz. Viajar com criança é assim, o ritmo de passeios é bem mais lento do que quando se está sozinho, as caminhadas são mais lentas, e o número de paradas para se alimentar é maior. Além disso, é preciso ter paciência quando a criança fica chateada por não ter arroz e feijão.

Sobre os restaurantes: é preciso ter paciência com o atendimento, pois é lento, muito lento. Para cada refeição, levamos em torno de 1h (até mais um pouco) dentro do restaurante. Isso pode ser crucial para o nosso roteiro. Os garçons são solícitos, mesmo os que não falam nada de inglês (viva o Google Translator nessas horas!). No entanto, turistas tem baixa prioridade em relação aos clientes russos no atendimento. Muitas vezes eles fingem que não veem. Apesar disso, quase sempre eles foram gentis quando iniciam o atendimento.

Minha dica é, leve uma internet consigo (chip de celular de viagem) pois faz falta na comunicação, e nunca chegue esfomeado no restaurante, senão a demora vai ser ainda mais longa.

Calor escaldante e chafariz à vista, por que não tomar aquele banho (de roupa mesmo) e se divertir? Viva a vida!!!



As flores de Moscou! Tudo tão lindo, florido e colorido.




Gente, isso é um supermercado situado no bairro do nosso hotel. Inacreditável, né?




Seguimos para St. Petersburgo à bordo do Flecha Vermelha, um trem noturno tradicional que liga as duas cidades.



Nenhum comentário:

Postar um comentário